homem em bancada mexendo em corrente elétrica

Corrente elétrica: saiba como encontrar e calcular

Se você está estudando eletrônica e deseja trabalhar na área, você está no lugar certo para aprender tudo sobre corrente elétrica!

Compreender como encontrar e calcular a corrente elétrica é essencial para garantir o funcionamento eficiente de diversos dispositivos eletrônicos e sistemas elétricos.

Mas para que o seu trabalho com eletrônica seja impecável, é preciso entender muito bem o básico sobre corrente elétrica. Por isso, vamos explicar os conceitos iniciais, características, fórmulas e muito mais.

Bom aprendizado!

O que é corrente elétrica?

A corrente elétrica é uma grandeza física, definida basicamente pelo movimento das cargas elétricas, chamadas de elétrons, através de diferentes materiais. Esses elétrons se movem quando é aplicado uma diferença de potencial elétrico.

De acordo com o Sistema Internacional de Unidades, para medir a intensidade de uma corrente elétrica, utiliza-se a unidade base ampere (A). Além disso, a corrente elétrica nos ajuda a entender quanto de “carga elétrica” passa por uma parte específica de um material.

Essa carga elétrica é medida em A.s (amperes x segundos), que é chamada de coulomb (C).

Quais são os tipos de corrente elétrica?

Existem dois tipos de corrente elétrica, cada uma com suas características, que são: Corrente Contínua (CC) e Corrente Alternada (CA). Entenda a diferença:

Corrente Contínua (CC)

A Corrente Contínua é sempre positiva ou sempre negativa, ou seja, se mantém constante ao longo do tempo e não tem o seu valor alterado. Esse tipo de corrente é bastante comum em dispositivos que operam com baixas tensões, como pilhas e baterias.

Portanto, esse tipo de corrente elétrica é bastante utilizada na eletrônica.

Corrente Alternada (CA)

Já a Corrente Alternada acontece quando a tensão elétrica varia com o tempo. É utilizada principalmente em motores elétricos e para transmitir eletricidade. Devido ao menor percurso percorrido pelos elétrons, há menos perdas quando se utiliza corrente alternada.

A corrente elétrica que recebemos em nossas casas através das tomadas é um exemplo de corrente alternada.

Como medir a intensidade da corrente elétrica de um circuito?

O amperímetro é o aparelho utilizado para medir o quão intensa é a corrente de um circuito. O valor é medido em amperes. Ao conectar o amperímetro em um circuito em série, ele registra a quantidade de eletricidade que passa por aquela parte do circuito.

Existe também uma ferramenta chamada alicate amperímetro, que pode medir a corrente elétrica sem a necessidade de contato direto com o circuito. Isso é possível devido ao campo eletromagnético gerado pela corrente ao passar pelo condutor.

Dessa forma, o alicate consegue detectar a intensidade desse campo eletromagnético e estimar a corrente no condutor.

Como utilizar o amperímetro e o alicate amperímetro

Quando usamos o amperímetro para medir a corrente elétrica, é necessário conectá-lo em série com o circuito. Já com o alicate, basta posicionar as garras ao redor do condutor para fazer a medição.

Entendendo o cálculo da corrente elétrica

Para entender o cálculo da corrente elétrica, é preciso entender que um ampere (A) é equivalente a um coulomb (C) por segundo.

Portanto, o cálculo da corrente elétrica é determinado pela razão entre o módulo da carga que passa através do condutor e o intervalo do pelo tempo em que a corrente elétrica foi mantida.

  • I = Intensidade de corrente, em Amperes;
  • ΔQ = Quantidade de carga, em Coulombs;
  • Δt = Tempo total, em segundos.

Mas se você não for físico, pode ficar tranquilo, porque para trabalhar com eletrônica utilizamos algo mais simples: a Lei de Ohm. 

Lei de Ohm: medir corrente elétrica na eletrônica

A Lei de Ohm é um guia indispensável no mundo da eletrônica e da eletricidade. Ela relaciona três elementos importantes: resistência, tensão e corrente.

Compreender essa lei é essencial para calcular a corrente elétrica de um circuito. Além disso, ela serve como base para a maioria dos estudos e aplicações da eletricidade. A Lei de Ohm diz o seguinte:

“A corrente de um circuito é diretamente proporcional à tensão e inversamente proporcional à resistência.”

Dessa lei, podemos derivar a fórmula básica I = VR, onde:

  • I: Corrente elétrica, medida em Amperes (A)
  • V: Tensão elétrica, medida em Volts (V)
  • R: Resistência elétrica, medida em Ohms (Ω)

Para entender como a fórmula funciona na prática, veja um cálculo da corrente em um circuito simples: suponha que você tenha uma fonte de alimentação de 12 volts (V) conectada a um resistor de 4 ohms (Ω).

Usando a fórmula I = V/R, você pode calcular a corrente elétrica que passa pelo resistor: I = V / R = 12 V / 4 Ω = 3 A. Portanto, a corrente elétrica nesse circuito seria de 3 amperes.

Blog da Smart Kits: tudo sobre eletrônica!

Esperamos que o nosso conteúdo tenha sido útil para o seu conhecimento e que você tenha aprendido o básico sobre corrente elétrica!

Se você gosta de aprender eletrônica ou deseja tirar dúvidas sobre esse universo incrível, continue acompanhando o nosso blog. Estamos sempre postando conteúdos sobre equipamentos, ferramentas, conceitos básicos e muito mais!

Veja também:

PWM: saiba o que é e como utilizar esse recurso

Post navigation

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PWM: saiba o que é e como utilizar esse recurso

Solda eletrônica: como fazer a soldagem de componentes de forma eficaz