ESP32 – Modelos mais populares

O que é o ESP32?

ESP32 é um microcontrolador de alta performance e baixa potência desenvolvido e fabricado pela empresa chinesa Espressif. Tem como um dos principais recursos a conectividade via wifi e bluetooth, estes recursos combinados com baixo custo e fácil programação, o torna uma opção interessante em projetos de robótica, automação e IoT.

A Espressif disponibiliza uma IDF (IoT Development FrameWork) para programar o ESP32. Mas esse ambiente pode parecer um pouco complicado demais para alguns, para estes existe uma adaptação do IDF para o framework Arduino, tornando a tarefa de programar mais simples e acessível para iniciantes e aqueles que têm experiência com o Arduino.

Neste post será apresentada uma breve introdução ao ESP32 e aos modelos mais populares.

Características do Chip

Lançado em 2016 como sucessor do ESP8266, o ESP32 conta com melhorias e uma gama de recursos adicionais comparado com seu primo mais velho. O chip ESP32 conta com CPU Xtensa® Dual-Core 32-bit LX6 com clock máximo de 240Mhz:

  • ROM interna: 448K Bytes.
  • RAM interna: 520K Bytes.
  • Memória externa: suporte para até 16M Bytes Flash e 16M Bytes SRAM.
  • Interface WIFI: 802.11 b/g/n – 802.11 n (2.4 GHz), até 150 Mbps.
  • Interface Bluetooth: v4.2 BR/EDR e Bluetooth LE (low energy).
  • Aceleradores de hardware (criptografia) – AES, SHA, RSA e ECC.

Periféricos do chip ESP32:

  • 34 × Portas programáveis GPIOs (General Purpose Input/Output).
  • 10 × sensores de toque capacitivo.
  • 2 x Conversores ADC 12-bits com até 18 canais.
  • 2 × Conversores DAC de 8-bits.
  • 4 × interfaces SPI.
  • 2 × interfaces I2S.
  • 2 × interfaces I2C.
  • 3 × interfaces seriais UART.
  • 1 Host (SD/eMMC/SDIO) para controle de SD Cards.
  • 1 Escravo (SDIO/SPI).
  • Ethernet MAC.
  • CAN 2.0.
  • Infravermelho.
  • Sensor Hall interno.
  • Sensor de Temperatura.
  • Controle de LED PWM até 16 canais.

Placas de desenvolvimento

O ESP32 é mais comumente encontrado em módulos e placas de desenvolvimento que oferecem o básico para a programação e o funcionamento como memória externa, antena, chip de interface usb-serial e etc. Existem modelos que trazem embutidos recursos extras como câmera, display, suporte para bateria e etc. Abaixo são listados alguns dos modelos mais populares.

ESP32 DevKit

Umas das placas de desenvolvimento mais comuns encontradas no Brasil são as DOIT-ESP32 DevKit, com 4MB de
memória flash, clock de 240MHz e com interface Serial-USB CP2102 da Silicon Labs. Ela possui duas versões, uma com 30 pinos e outra com 38 pinos. O modelo de 30 pinos além da ausência do GPIO0, que tem função no processo de gravação, não tem disponíveis os GPIO6 até GPIO11 pois estão conectadas a memória flash integrada e o fabricante recomenda não utilizar estes pinos para outros usos.

 

ESP32-CAM

O ESP32-CAM é uma placa que possui uma câmera como seu diferencial ideal em projetos de video monitoramento ou detecção facial. Além da câmera OV2640 de 2MP, o módulo conta ainda com um slot de cartão micro SD possibilitando que imagens obtidas possam ser armazenadas.

Um inconveniente da placa é não possuir interface Serial-USB, sendo necessário um módulo conversor USB – Serial para realizar o upload do firmware. Vale destacar que módulo deve ser alimentado com tensão de 3.3V

ESP32 LoRa TTGO SX1276

Se o desafio para a conexão é distância o ESP32 LoRa TTGO SX1276 é a opção. Esse ESP32 vem com um chip SX1276 integrado, que é um chip transceptor LoRa. LoRa é uma sigla para Long Range que diz respeito a uma tecnologia de rádio frequência de longo alcance (na faixa de quilômetros) e baixo consumo de energia.

Alem disso essa placa possui um display embutido de OLED 0,96″ com resolução 128×64, permitindo visualização de informações em tempo real.

ESP32 com suporte para bateria

Esta placa ESP32 traz embutido na parte posterior um suporte para bateria do tipo 18650 para fornecer energia necessária ao seu funcionamento independente de alimentação pela porta USB. Também conta com um circuito de carregamento da bateria e dois LEDs para indicar o estado da bateria. Essa é uma ótima opção se você quiser algo compacto funcionando com baterias.

E por hoje é só, no próximo post veremos mais detalhes do uso das GPIOs, espero por vocês!

Se interessou por alguma dessas placas? Confira na nossa Loja Smart Kits a disponibilidade, enviamos para todo Brasil!

Yure Albuquerque

Graduando em Tecnologia Mecatrônica Industrial. Tenho experiência com Arduino e Raspberry Pi. Atualmente experimentando novas tecnologias como ESP32 e compartilhando no blog da Smart Kits.

Post navigation

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ESP32 pinout – Guia Básico de GPIOs

Introdução a tecnologia LoRa

ESP8266/32 – Programação sem fio (OTA)